Segunda-feira, 24 de Agosto de 2009

Palavra

ab) Não sabem Senhora. Não recordam. Nem querem recordar...

 

 

Que por ti e contigo, ainda hoje, os homens lutam em todas as frentes do Campo de Batalha. Em todas as Guerras existentes. Naquelas onde continuam a usar as armas, que criaram com a tua Sabedoria mas que tão mau uso lhes dão, como sempre... eternamente incapazes de te entender. E... nas outras: Nas guerras da Alma, onde pensam levar vantagem sobre ti. A Senhora do Amor Eterno. Musa inspiradora de todos os poetas. De todos os amantes e também destruidora implacável, no jogo da Sedução. Não perdoas ou poupas ninguém. Porque, também tu não os entendes. Dás-te docilmente. Cândida. Inocente. E, eles, repudiam-te, logo após seus prazeres saciados. Suas vontades. Suas vitórias, de conquistadores, do sempre inconquistado . O Amor. Porque este não se conquista. Não se procura. Não se ganha. Tem-se ou não se tem, unicamente. Ficando tu sem entender e eles a receber o justo castigo, por te enganarem sempre. O caçador vira caça, desta descomunal utilização do Maior Poder que a Terra transporta dentro de si. Buscam-te, incessantemente. Esgotam-te. Pensam manipular-te. Mas és tu, Guerreira Sagrada, que acompanhas os seus quereres, sempre. Atenta. E, teces a teia que lanças sobre cada um deles, no sítio certo. Na hora certa. No momento imprevisível e muitas vezes, já distante. Longe do ocorrido. Nada faz prever, que tudo tenha a ver contigo. Mas, a tua fonte inesgotável de sabedoria, estende-se para além do possível e impossível. Do visível e do invisível . Para além do que é suposto. Porque, tu, és todas as coisas criadas em permanente expansão e flutuas até à tua extrema realização. Realização interminável. Como a ondulação de um Lago agitado, por coisa alheia. Nem mesmo eles, teus aparentes criadores, que na verdade são unicamente os teus utilizadores, entendem, como foi tudo a acontecer. Continuam sem conhecer o teu Poder. Sem te entender. Pensando sempre serem os realizadores e criadores da Palavra manipulável, por suas mentes pensantes, quando são unicamente o meio por onde tu te fazes presente, na Vida dos homens.

Palavras_1.jpgPalavras_1.jpgPalavras_1.jpg

Na tua inocência, de criança eterna, agirás de acordo com a utilização que te dão. Tal caixa de Pandora aberta. Devassada. Acompanhas todos os seus actos e, por eles, o bem e o mal nascem e tu assistes impassível, na tua inocência de criança eterna. Desconhecedora do bem e do mal. Não sabes o que é o entendimento que eles procuram. Tu, que em ti mesma conténs Tudo, desconheces tudo, minha Amada Palavra. Tenho vontade de te defender. Mas, sou apenas uma das tuas letras e, embora uma única letra, comporte o infinito de ti, sou ainda mais jovem que tu, Anciã dos Tempos. Incapaz de defender Poder tão imenso como o teu. Tão Magnânimo e Avassalador. Movo-me por entre todas as tuas realizações e sou apanhada na teia constante que tecem os teus vassalos, desprevenidos e, apanhada nela, como insecto minúsculo de todos quanto te criam. E... choro esta prisão tão bem guardada. Choro a Palavra tão mal utilizada. Choro, por, por vezes, amar mais os homens do que a Ti, Senhora minha. E, tentar contentá-los, falando a língua deles. Quando a Tua Língua, é a única, que eu reconheço, digna e pura. Simples e imortal. Bela como Tu. Aquela, que só um Poeta da Alma, consegue, acarinhar, nos seus devaneios de Amor Eterno. Como vês, por mais que te ame, por mais que te respeite, por mais que te reconheça, também eu sou presa fácil, das palavras tuas que utilizo, também frequentemente, com receio de eu mesma estar abrir mais uma estrada sem precedentes.

 

Perdoa-me esta vontade. Perdoa-me este Amor. Perdoa-me a minha inconsciência, de Te utilizar, por vezes, com uma linguagem que não mereces, nem eu, apenas no intuito, de me fazer entender. E, mesmo assim, nesta constante incerteza, como és Senhora Poderosa, cada vez menos, eles me entendem. Porque traduzem-nos quando deviam, viver-nos. Perdemos Ambas, nesta minha estupidez. Na minha constante insanidade, de querer o Impossível. O Amor entre os homens. A Verdade e a Justiça, do Teu Reino, eternamente presente, dentro de mim.

 

penso: a ausência do sr. Vasconcelos

publicado por lazulli às 11:08

5 comentários

Sábado, 27 de Outubro de 2007

 


EscritoPorLazulli lazulli às 19:25
link do post | comentar | AdicionarAosIntemporais

UmaEstranhaNumaTerraEstranha


lazulli

sempretriste

. 6 seguidores

VerNaCasaDeCristal

 

Intemporais

... cega ...

Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


SonsDaMinhaAlma

SonsDaMinhaAlma

Setembro 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Abril 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Junho 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Janeiro 2012

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

EscritosRecentes

cristal

Quando a Natureza fala ma...

,,, bicéfala,,, a Serpent...

em luta pela liberdade

São lágrimas, senhor, são...

alma

A Promessa

... desisti

manto negro

... vivo em Tiamat?!

... do livro de Dzyan...

Ming's

O Universo em mim

Tentação

Quem Criou Deus...

LeioEstes

AsMinhasFotos/Imagens

DireitosDeAutor

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. OsEscritosDesteBlogEstãoRegistadosNoIGAC Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. DireitosDeAutor É expressamente interdita a reprodução parcial ou integral de todos os escritos deste blog por qualquer processo, incluindo a fotocópia e a tradução e transmissão em formato digital. Exceptua-se a reprodução de pequenos excertos para efeitos de recensão crítica ou devidamente autorizada por escrito pela AUTORA do Blog CasaDeCristal, lazulli. Peço desculpa aos que me lêem por ter que ser assim e obrigada. lazulli - (inp) M.D.L.M.D.F.D.C.B.

NoPlaneta

Flag Counter 34 561

ÚltimasMemórias

Bem Vindo à CasaDeCristal, paulo joséConsegues exp...
paulo jose juliopra ke brincar com santo nome de d...
Vasconcelos.... como esqueceria eu, o seu blog, on...
Saúdo o seu regresso com saudade. Desejo-lhe os ma...
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou ...

subscrever feeds

TraduzirOBlog

Google-Translate-Chinese (Simplified) BETA Google-Translate-English to French Google-Translate-English to German Google-Translate-English to Italian Google-Translate-English to Japanese BETA Google-Translate-English to Korean BETA Google-Translate-English to Russian BETA Google-Translate-English to Spanish
Google Translation

OsQuatroElementos


glitter-graphics.com PorqueAVerdadeNãoSurge AHumanidadeChoraPeloSangueDerradoDosInocentes