Segunda-feira, 21 de Setembro de 2009

Humanidade Escravizada (XXV)

 

(... continuação)

 

 

Retornando aos Cátaros, esses massacrados da Idade Média, que por não professarem o mesmo modo de vida do Poder instituído, foram exterminados aos milhares juntamente com os seus preciosos escritos, que hoje muita falta nos fazem para entender a verdade de quem somos, os príncipes e os bispos tal como os conhecemos, eram para eles, os representantes da ordem do Mal. E não estariam eles certos? Se olharmos hoje, para todas as vitórias do passado na implantação pela força, de uma crença religiosa «benigna», verificaremos que tivemos 1000 anos de dor e incompreensão ao querer acreditar num Deus que era unicamente deles, mas que eles ardilosamente o impuseram a todos nós como se fosse nosso. Mas há mais culpados em todo este processo. Muitos mais. Culpados semi ocultos que ainda estão por aí como vítimas de todos os outros, mas que na realidade são os grandes causadores de tanto sofrimento humano com a implantação do seu monoteísmo trazido de longe... de muito longe... «os regentes (arcontes) queriam enganar o homem, porque viram que ele tinha parentesco com aqueles que são verdadeiramente bons. Queriam apoderar-se do homem livre e torná-lo seu escravo para sempre». E não é que o conseguiram?!

Consta esta frase e seguintes do Evangelho de Felipe, dos Livros Apócrifos da Bíblia. «Jesus é um nome oculto, Cristo é um nome revelado». «Quando éramos hebreus, éramos órfãos e só tínhamos a nossa mãe, mas, quando nos tornamos cristãos, tivemos tanto pai como mãe». Quem ouve a palavra «Deus» não percebe o que é correcto, mas sim o incorrecto. O mesmo ocorre com «Pai», «Filho» e «Espírito Santo», «Vida», «Luz», Ressurreição», «Igreja» e tudo o mais. As pessoas não percebem o que é correcto mas sim o incorrecto, a menos que tenham aprendido o que é correcto. Os nomes que se ouvem estão no mundo enganam».

Se quem tem ouvidos que ouça... quem tem olhos que veja, porque retiraram da Bíblia estes e outros escritos e, também o que nos dizem eles claramente. Oculta-se o oculto no revelado e eis que como por magia perante os nossos olhares atónitos surge inesperadamente a verdade: inversão. Tudo está invertido. Os nomes, o bem, o mal, os valores... Até o mundo em que vivemos é ele mesmo uma inversão. Aquele que se esconde sob a capa do cordeiro, não é o lobo? E não são os católicos romanos e os que deles descendem em termos religiosos, que acreditam, seguem e praticam este simbolismo? Pelo menos o seu João Baptista, o grande precursor do baptismo (segundo eles mesmo dizem), cobre-se exactamente com uma capa destas. Lobos disfarçados de cordeiros, é o que temos nestes arautos da verdade que praticam uma política bem diferente daquela que pregam aos outros. Acreditam em que Deus, estes senhores? No Deus Javé Deus da guerra e da morte, Senhor de todos os exércitos. Enfim, acreditam no Deus da divisão, não no Deus da união de todos os povos. Para os hereges cátaros, a guerra sem excepção de qualquer espécie, era desonrada em todas as suas vertentes. Por isso mesmo, aqui e agora tomo a defesa e o respeito de todos esses livres pensadores na busca da sua verdadeira origem e no combate infrutífero que tiveram com os Senhores do Mundo, tanto no passado como no presente relativamente recente, porque não só nunca lhes foi feita justiça, como foram completamente aniquilados, não só na sua forma física como ideológica, através da história falseada dos homens, com lendas impenetráveis que o mais astuto dos homens tem dificuldade em descodificar. As peças do puzzle da história estão demasiado dispersas para serem encontradas numa única vida mas, como uma vida nunca foi só uma vida, continuará a ser sempre possível ir recolhendo lentamente os fragmentos da história real e reconstituir a História que nos escondem há demasiado tempo.

Daí que será de perguntar a todos os historiadores quem foram, qual a sua importância, onde estão e o que de facto fizeram os povos e grupos específicos de pessoas que a História dá como existentes em determinada altura, mas que depois parecem desaparecer sem deixarem rastro ao lhes ser atribuída uma história pouco significativa, no desenvolvimento intelectual da humanidade. Como por exemplo, os fenícios, os bizantinos, os visigodos, os merovíngios, os judeus, os hebreus, os muçulmanos (com quem supostamente o Ocidente combateu), os cruzados, os templários, etc. Como tantos outros nomes na história também estes «desaparecem», de um ou de outro modo, quase que inexplicavelmente, ou são pura e simplesmente substituídos por outros nomes e assimilados, acabando por se diluírem noutras gentes. Assim sendo, a sua continuidade está aí algures espalhada pela Terra. Mas onde?! Se não temos um fio condutor correcto, como vamos descobri-los?

 

(continua...)

 

ensaio, guerra história, homem inquisição, literatura, livros, morte, mulher, religião, vida, cátaros

publicado por lazulli às 16:54
Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008

EscritoPorLazulli lazulli às 11:17
link do post | comentar | AdicionarAosIntemporais

UmaEstranhaNumaTerraEstranha


lazulli

sempretriste

. 6 seguidores

VerNaCasaDeCristal

 

Intemporais

... cega ...

Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


SonsDaMinhaAlma

SonsDaMinhaAlma

Setembro 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Abril 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Junho 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Janeiro 2012

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

EscritosRecentes

cristal

Quando a Natureza fala ma...

,,, bicéfala,,, a Serpent...

em luta pela liberdade

São lágrimas, senhor, são...

alma

A Promessa

... desisti

manto negro

... vivo em Tiamat?!

... do livro de Dzyan...

Ming's

O Universo em mim

Tentação

Quem Criou Deus...

LeioEstes

AsMinhasFotos/Imagens

DireitosDeAutor

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. OsEscritosDesteBlogEstãoRegistadosNoIGAC Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. DireitosDeAutor É expressamente interdita a reprodução parcial ou integral de todos os escritos deste blog por qualquer processo, incluindo a fotocópia e a tradução e transmissão em formato digital. Exceptua-se a reprodução de pequenos excertos para efeitos de recensão crítica ou devidamente autorizada por escrito pela AUTORA do Blog CasaDeCristal, lazulli. Peço desculpa aos que me lêem por ter que ser assim e obrigada. lazulli - (inp) M.D.L.M.D.F.D.C.B.

NoPlaneta

Flag Counter 34 561

ÚltimasMemórias

Bem Vindo à CasaDeCristal, paulo joséConsegues exp...
paulo jose juliopra ke brincar com santo nome de d...
Vasconcelos.... como esqueceria eu, o seu blog, on...
Saúdo o seu regresso com saudade. Desejo-lhe os ma...
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou ...

subscrever feeds

TraduzirOBlog

Google-Translate-Chinese (Simplified) BETA Google-Translate-English to French Google-Translate-English to German Google-Translate-English to Italian Google-Translate-English to Japanese BETA Google-Translate-English to Korean BETA Google-Translate-English to Russian BETA Google-Translate-English to Spanish
Google Translation

OsQuatroElementos


glitter-graphics.com PorqueAVerdadeNãoSurge AHumanidadeChoraPeloSangueDerradoDosInocentes