Sábado, 29 de Agosto de 2009

... Desencantos

 


... voando dentro de mim

 



Cravam-se em mim

numa insistente e permanente dor

garras dum sentir

doente

doente de amor

eternamente.

 


D'um amor desconhecido

dos sentidos humanos

sempre ausente.

Estou doente

em busca do desconhecido

e, desisto

e... ao desistir... é de mim que desisto

para sempre.


Mas os sonhos

de terna e doce esperança

futura

viraram pesadelos

reais

tão reais

que adoeço

ininterruptamente.

 


Traz-me aos sentidos

este som

imagens e dores inaudíveis

de mundos primeiros

inexistentes

mas ainda sentidos internamente

cordas vibrantes

de mil cores

de mil dores

de mil formas

disformes

que se entrelaçam

no meu próprio ser

melodias profundas

na minha alma

que mostram claramente

a minha dor

a mim.

 


Os outros?!...

nunca entenderão

este sentir desconhecido

pelo eterno desconhecido.

 


Queria não sentir

assim

Ou sentir um sentimento

igual

a um comum mortal

 


Tentei ser igual

como um qualquer mortal

tentei...

 


Mas é o amor

desconhecido

que me chama

das terras longínquas

de memórias distantes

de mundos também desconhecidos

quase impenetráveis

inalcançáveis.

 


Não vagueia por águas deste mundo

o Eterno Desconhecido

que me sabe

que me conhece

fortalece

que me ama.

 


Falhei

 


Por esta dor constante

de desencantos de mim mesma

não são mais as águas do pântano desconhecido

as areias antes movediças

a lama onde me atolava imprudente

p'ra conhecer

todos os recantos

mesmo os mais guardados

e inexplicáveis

nem tão pouco a diversidades de abetos

rastejantes e suspensos

por onde voava a medo

dos olhos semi ocultos

que perscrutavam meus passos

inseguros e ignorantes

de tudo.

 


Nem as pedras que hoje caiem

e saltitam ao acaso

em torno de mim

ou o simples ignorar

da minha existência

que antes

disformes

agudas e certeiras

que nem lançadas por "bestas"

das mãos de ágeis guerreiros

conhecedores da arte oculta

me ferem mais

não mais que o amor

ao eterno desconhecido

esse sim

continuará a ferir-me de morte

para lá da vida

que transporto.

 


- Hoje estou assim. Mais perto e mais longe de mim. -

 

 

 

os mesmos pesadelos

eu, poema, poemas, poesia

 

publicado por lazulli às 14:55

Quarta-feira, 7 de Novembro 2007

Comentários (2)

 

 

EscritoPorLazulli lazulli às 12:34
link do post | comentar | AdicionarAosIntemporais

UmaEstranhaNumaTerraEstranha


lazulli

sempretriste

. 6 seguidores

VerNaCasaDeCristal

 

Intemporais

... cega ...

Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


SonsDaMinhaAlma

SonsDaMinhaAlma

Setembro 2017

Janeiro 2017

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Abril 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Junho 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Janeiro 2012

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

EscritosRecentes

cristal

Quando a Natureza fala ma...

,,, bicéfala,,, a Serpent...

em luta pela liberdade

São lágrimas, senhor, são...

alma

A Promessa

... desisti

manto negro

... vivo em Tiamat?!

... do livro de Dzyan...

Ming's

O Universo em mim

Tentação

Quem Criou Deus...

LeioEstes

AsMinhasFotos/Imagens

DireitosDeAutor

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. OsEscritosDesteBlogEstãoRegistadosNoIGAC Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. DireitosDeAutor É expressamente interdita a reprodução parcial ou integral de todos os escritos deste blog por qualquer processo, incluindo a fotocópia e a tradução e transmissão em formato digital. Exceptua-se a reprodução de pequenos excertos para efeitos de recensão crítica ou devidamente autorizada por escrito pela AUTORA do Blog CasaDeCristal, lazulli. Peço desculpa aos que me lêem por ter que ser assim e obrigada. lazulli - (inp) M.D.L.M.D.F.D.C.B.

NoPlaneta

Flag Counter 34 561

ÚltimasMemórias

Bem Vindo à CasaDeCristal, paulo joséConsegues exp...
paulo jose juliopra ke brincar com santo nome de d...
Vasconcelos.... como esqueceria eu, o seu blog, on...
Saúdo o seu regresso com saudade. Desejo-lhe os ma...
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou ...

subscrever feeds

TraduzirOBlog

Google-Translate-Chinese (Simplified) BETA Google-Translate-English to French Google-Translate-English to German Google-Translate-English to Italian Google-Translate-English to Japanese BETA Google-Translate-English to Korean BETA Google-Translate-English to Russian BETA Google-Translate-English to Spanish
Google Translation

OsQuatroElementos


glitter-graphics.com PorqueAVerdadeNãoSurge AHumanidadeChoraPeloSangueDerradoDosInocentes